Páginas

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

PROTESTANT REFORMATION



The Protestant Reformation was just one of many Religious Reformation occurred after the Middle Ages, which were based , as well as a religious , dissatisfaction with the attitudes of the Catholic Church and its distinctiveness in relation to first principles .During the Middle Ages the Catholic Church became more powerful , interfering in policy decisions and collecting large sums of money and land supported by the feudal system . Thus , it is distanced from his teachings and fell in contradiction , and even sell indulgences ( which would be the direct cause of the defense of Martin Luther, who sparked the Protestant Reformation it self) , ie , the Church taught that any Christian could buy forgiveness for their sins .Other factors that contributed to the occurrence of the reforms was the fact that the Church openly condemned the accumulation of capital (although she herself did ) . Soon , the rising bourgeoisie needed a religion that redeem the sins of accumulation of money .Added to this was the fact that the feudal system was now giving way to national Monarchies begin to awaken in people a sense of belonging and place the nation and the king above the powers of the Church .Thus , Martin Luther, an Augustinian monk in the region of Saxony , sparked the Protestant Reformation to publicly disagree with the practice of selling indulgences by Pope Leo X.Leo X (1513-1521) in order to finish the construction of the Basilica of St. Peter ordered the sale of indulgences ( forgiveness of sins ) to all Christians . Luther, who was completely opposed , protested with 95 propositions that he posted on the door of the church where he was teacher and preacher . In his propositions condemned the shameful practice of paying indulgences , which made ​​him Leo X demanded an apology for the act . The ever been achieved. Leo X then excommunicated Luther in more than a protest , tore the Papal Bull (document of excommunication ) , burning it in public .So while Luther was welcomed by his patron , Prince Frederick of Saxony , many German nobles took advantage of the situation as an opportunity to take the many goods that the church had in the region . Thus , three revolts broke out : one in 1522 when the knights of the Empire attacked many ecclesiastical principalities in order to gain land and power , the other in 1523 , when the Catholic nobility reacted , and, in 1524 , when the peasants taking advantage of the situation began to fight for the end of slavery and the equality of conditions. But the latter was also rejected by a union among Catholics , Protestants , bourgeois and priests who felt threatened and exterminated more than 100,000 peasants . The biggest highlight of the peasant revolt in the rebellion of 1524 was Thomas Munzer , their ideas would start to move " Anabaptist " , a new church even more radical than Luther.


REFORMA PROTESTANTE




A Reforma Protestante foi apenas uma das inúmeras Reformas Religiosas ocorridas após a Idade Média e que tinham como base, além do cunho religioso, a insatisfação com as atitudes da Igreja Católica e seu distanciamento com relação aos princípios primordiais.

Durante a Idade Média a Igreja Católica se tornou muito mais poderosa, interferindo nas decisões políticas e juntando altas somas em dinheiro e terras apoiada pelo sistema feudalista. Desta forma, ela se distanciava de seus ensinamentos e caía em contradição, chegando mesmo a vender indulgências (o que seria o motivo direto da contestação de Martinho Lutero, que deflagrou a Reforma Protestante propriamente dita), ou seja, a Igreja pregava que qualquer cristão poderia comprar o perdão por seus pecados.

Outros fatores que contribuíram para a ocorrência das Reformas foi o fato de que a Igreja condenava abertamente a acumulação de capitais (embora ela mesma o fizesse). Logo, a burguesia ascendente necessitava de uma religião que a redimisse dos pecados da acumulação de dinheiro.
Junto a isso havia o fato de que o sistema feudalista estava agora dando lugar às Monarquias nacionais que começam a despertar na população o sentimento de pertencimento e colocam a Nação e o rei acima dos poderes da Igreja.

Desta forma, Martinho Lutero, monge agostiniano da região da Saxônia, deflagrou a Reforma Protestante ao discordar publicamente da prática de venda de indulgências pelo Papa Leão X.

Leão X (1513-1521) com o intuito de terminar a construção da Basílica de São Pedro determinou a venda de indulgências (perdão dos pecados) a todos os cristãos. Lutero, que foi completamente contra, protestou com 95 proposições que afixou na porta da igreja onde era mestre e pregador. Em suas proposições condenava a prática vergonhosa do pagamento de indulgências, o que fez com que Leão X exigisse dele uma retratação pelo ato. O que nunca foi conseguido. Leão X então, excomungou Lutero que em mais uma manifestação de protesto, rasgou a Bula Papal (documento da excomunhão), queimando-a em público.

Então, enquanto Lutero era acolhido por seu protetor, o príncipe Frederico da Saxônia, diversos nobres alemães se aproveitaram da situação como uma oportunidade para tomar os inúmeros bens que a igreja possuía na região. Assim, três revoltas eclodiram: uma em 1522 quando os cavaleiros do império atacaram diversos principados eclesiásticos afim de ganhar terras e poder; outra em 1523, quando a nobreza católica reagiu; e, uma em 1524, quando os camponeses aproveitando-se da situação começaram a lutar pelo fim da servidão e pelas igualdades de condições. Mas esta última também foi rechaçada por uma união entre os católicos, protestantes, burgueses e padres que se sentiram ameaçados e exterminaram mais de 100 mil camponeses. O maior destaque da revolta camponesa na rebelião de 1524 foi Thomas Münzer, suas idéias dariam início ao movimento “anabatista”, uma nova igreja ainda mais radical que a luterana.
Fonte: http://www.infoescola.com/historia/reforma-protestante/ 

Inglês: http://marciocandido2013.blogspot.com.br/2013/10/protestant-reformation.html