Páginas

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

PLAYSTATION PODE TER GAME BASEADO EM PASSAGENS BÍBLICAS


Os produtores do jogo bíblico são os mesmos que assinam séries como “Lego”, “Star Wars” e “Assassin’s Creed” que são sucessos entre os jogadores. No “The Bible Vídeo Game” o primeiro episódio será “David: Rise of a King” baseado na história de Davi e Golias.

A idéia dos irmãos gêmeos Ruben e Efraim Meulemberg, líderes do estúdio Tornado Twins, é “transformar o livro mais amado do mundo em um jogo de qualidade”.

No site do game no Kickstarter os idealizadores do jogo bíblico afirmam que o game irá “criar uma experiência de jogo de primeira, que permitirá aos jogadores experimentar as histórias da Bíblia como nunca antes”, prometendo ao público que o “jogo será fiel à Bíblia”.

Além de ser um jogo para PlayStation 4, PlayStation 3 e PS Vita também pode chegar ao PC, Linux e Mac, só não há planos para que o “The Bible Video Game” vá para consoles Xbox ou Nintendo. Com informações UOL Jogos.

Fonte: Gospel Prime

EVIDÊNCIAS HISTÓRICAS DA RESSUREIÇÃO DE JESUS TÊM ATRAÍDO CÉTICOS


A descoberta de evidências que corroboram a narrativa bíblica sobre a ressurreição de Jesus Cristo tem aproximado céticos da fé cristã, afirmou Gary Habermas, diretor do Departamento de Filosofia e Teologia da Liberty University.
Habermas fez essa declaração durante uma conferência no Congresso de Apologética organizado pelo Seminário do Sul, um importante instituição de teologia nos Estados Unidos.
Segundo informações do site Protestante Digital, Gary Habermas é especialista no estudo da ressurreição de Jesus, e já publicou 18 livros e dezenas de artigos sobre o assunto em revistas especializadas.
Para Habermas, a ressurreição como um fato histórico é um tema tratado com descrédito no meio acadêmico. Porém, o especialista adotou uma estratégia curiosa para reverter a postura de ceticismo sobre a volta de Jesus à vida após três dias.
Gary Habermas passou a desenvolver seus estudos usando apenas provas que são aceitas pelo meio acadêmico, incluindo os críticos que negam a ressurreição de Cristo.
A partir da premissa de que os céticos admitem que Paulo é uma figura histórica e que ele relatou sua experiência de conversão, além de ter escrito sete cartas a igrejas do primeiro século, Habermas centrou suas investigações no material escrito pelo apóstolo, tomando 1 Co 15 como passagem central.
“Os críticos reconhecem que Paulo teve sua experiência de conversão entre um e três anos após a morte de Jesus”, explica Habermas, acrescentando que em 1 Gálatas, o apóstolo relata que foi a Jerusalém três depois de sua conversão, e catorze anos depois – segundo 2 Gálatas, ele voltou a Jerusalém e se encontrou com três pessoas que conheciam melhor a Jesus: Tiago, João e Pedro.
“Tendo em conta que alguns críticos não aceitam a autoria tradicional dos quatro Evangelhos, este encontro seria o relato mais antigo de pessoas que haviam sido testemunhas da vida de Jesus”, diz Habermas.
O estudioso diz que nessa segunda visita a Jerusalém, quando Paulo se encontrou com os discípulos, ele faz uma comparação entre o que tinha pregado com o que os Tiago, João e Pedro haviam pregado, a fim de conferir se todos compartilhavam a mesma mensagem.
 “Isso é importante, porque isso significa que a mensagem do Evangelho começa a ser pregada apenas um ou dois anos depois que Jesus morreu na cruz”, disse Habermas, resumindo que Tiago, João, Pedro e Paulo pregaram a mesma mensagem, assim como os primeiros evangelistas fizeram antes do início do ministério de Paulo.
Habermas argumenta que até mesmo os críticos reconhecem que esta mensagem foi pregada um ou dois anos após a crucificação: “Esta é uma prova de que até mesmo os críticos da historicidade dos Evangelhos e Atos reconhecem”, finaliza.

Fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/evidencias-ressurreicao-jesus-atraido-ceticos-71999.html

NASCIMENTO DE NOVILHA VERMELHA FAZ JUDEUS PLANEJAREM CONSTRUÇÃO DO TERCEIRO TEMPLO




         Os judeus ortodoxos vivem atentos a alguns sinais que, dentro de sua tradição, significaria o surgimento do Messias, uma vez que eles não reconhecem Jesus como o Filho de Deus. O nascimento de uma novilha vermelha (פרה אדומה - parah 'adomah) fez a comunidade judaica – e também os cristãos – especularem sobre o início do fim dos tempo.
 Para os judeus, somente a construção do Terceiro Templo poderia restabelecer a condição de adoração perfeita a Deus, mas para isso, alguns rituais da religião tem que ser cumpridos. E um dos principais, a purificação dos sacerdotes, não pode ser feita sem as cinzas de uma novilha vermelha, conforme descrito no livro de Números, capítulo 19.


Números 19.1-10

1 - Disse também o Senhor a Moisés e a Arão:

2 - "Esta é uma exigência da lei que o Senhor ordenou: Mande os israelitas trazerem uma novilha vermelha, sem defeito e sem mancha, sobre a qual nunca tenha sido colocada uma canga.

3 - Vocês a darão ao sacerdote Eleazar; ela será levada para fora do acampamento e sacrificada na presença dele.

4 - Então o sacerdote Eleazar pegará um pouco do sangue com o dedo e o aspergirá sete vezes, na direção da entrada da Tenda do Encontro.

5 - Na presença dele a novilha será queimada: o couro, a carne, o sangue e o excremento.

6 - O sacerdote apanhará um pedaço de madeira de cedro, hissopo e lã vermelha e os atirará ao fogo que estiver queimando a novilha.

7 - Depois disso o sacerdote lavará as suas roupas e se banhará com água. Então, poderá entrar no acampamento, mas estará impuro até o cair da tarde.

8 - Aquele que queimar a novilha também lavará as suas roupas e se banhará com água, e também estará impuro até o cair da tarde.

9 - "Um homem cerimonialmente puro recolherá as cinzas da novilha e as colocará num local puro, fora do acampamento. Serão guardadas pela comunidade de Israel para uso na água da purificação, para a purificação de pecados.

10 - Aquele que recolher as cinzas da novilha também lavará as suas roupas, e ficará impuro até o cair da tarde. Este é um decreto perpétuo, tanto para os israelitas como para os estrangeiros residentes.

Desde o ano 70 d.C. não nascia uma novilha vermelha sem defeitos em Israel, e o nascimento do animal fez com que os envolvidos a transportassem para os Estados Unidos, para ser criada em segurança. Em outras situações, animais que carregavam a mesma expectativa, foram mortos por judeus que temiam que a realização dos rituais acirrassem os ânimos com os palestinos, afinal, o Terceiro Templo teria que ser construído em Jerusalém, cidade que hoje tem seu território dividido com muçulmanos e cristãos.

“Na verdade, o destino de todo o mundo depende da novilha vermelha, pois suas cinzas são o único ingrediente que falta para o restabelecimento da pureza, e portanto a reconstrução do Templo Sagrado”, disse um membro do Instituto do Templo, entidade israelense que funciona como uma espécie de mantenedora das tradições e conhecimento sobre o tema.

“O papel do Terceiro Templo para toda a humanidade traz a visão messiânica do futuro: o chamado para viver uma vida eterna, liberado da farsa e da infelicidade que é a condição atual de tantas pessoas. A ordenança divina da novilha, que está além do alcance frágil do intelecto humano, com todos os detalhes de sua preparação e cerimônia, chama a Israel e a todos os que procuram agarrar-se a Palavra Viva do Deus de Israel: purifiquem-se”, diz trecho do comunicado do Instituto.

Segundo as tradições, a novilha vermelha deve chegar à fase adulta atendendo a uma série de requisitos, e entre eles está a necessidade de o animal não possuir um único pêlo preto, para que possa ser sacrificado e depois cremado para que os sacerdotes usem suas cinzas.

A construção do Terceiro Templo é descrita no Apocalipse como um dos eventos que caracteriza o reinado do anticristo, já na Grande Tribulação, após o arrebatamento da Igreja.

FONTE: http://noticias.gospelmais.com.br/cristaos-novilha-vermelha-sinal-fim-tempos-assista-69206.html

domingo, 19 de outubro de 2014

O VINHO NA BÍBLIA


"O que diz a Bíblia sobre o consumo de bebidas alcoólicas/vinho?"

Vários versículos encorajam as pessoas a que se mantenham longe do álcool (Levítico 10:9; Números 6:3; Deuteronômio 14:26; 29:6; Juízes 13:4,7,14; I Samuel 1:15; Provérbios 20:1; 31:4,6; Isaías 5:11,22; 24:9; 28:7; 29:9; 56:12; Miquéias 2:11; Lucas 1:15). 

Entretanto, as Escrituras não necessariamente proíbem que um cristão beba cerveja, vinho ou qualquer outra bebida alcoólica. Aos cristãos se ordena que evitem a embriaguez (Efésios 5:18). A Bíblia condena a embriaguez e seus efeitos (Provérbios 23:29-35). Aos cristãos também se ordena que não permitam que seus corpos sejam “controlados” por coisa alguma (I Coríntios 6:12, II Pedro 2:19). 

As Escrituras também proíbem que os cristãos façam qualquer coisa que possa ofender outros cristãos ou que possa encorajá-los a pecar contra sua consciência (I Coríntios 8:9-13). À luz desses princípios, seria extremamente difícil para um cristão dizer que esteja consumindo bebidas alcoólicas para a glória de Deus (I Coríntios 10:31).


Fonte: http://www.gotquestions.org 

 

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

INFORMÁTICA: O QUE É WEB 2.0 ?



O que é Web 2.0:

Web 2.0 é um termo usado para designar uma segunda geração de comunidades e serviços, tendo como conceito a Web e através de aplicativos baseados em redes sociais e tecnologia da informação. Web 2.0 foi criada em 2004 pela empresa americana O'Reilly Media.O termo não se refere à atualização nas especificações técnicas, e sim a uma mudança na forma como ela é percebida por usuários e desenvolvedores, ou seja, o ambiente de interação e participação que hoje engloba inúmeras linguagens. A Web 2.0 aumentou a velocidade e a facilidade de uso de diversos aplicativos, sendo responsáveis por um aumento significativo no conteúdo existente na Internet.A idéia da Web 2.0 é tornar o ambiente on-line mais dinâmico e fazer com que os usuários colaborem para a organização de conteúdo. Dentro desse contexto a Wikipedia faz parte dessa nova geração, além de diversos serviços on-line interligados, como oferecido pelo Windows Live, que integra ferramentas de busca, e-mail, comunicador instantâneo, programas de segurança, e etc.

Web 2.0 e educação

Com o aparecimento do Web 2.0 muitos sites deixaram de ser estruturas rígidas e estáticas e passaram a ser plataformas onde pessoas podem contribuir com o seu conhecimento para o benefício de outros utilizadores e visitantes. Assim, a Web 2.0 potencia e facilita a obtenção de conhecimento, tendo um impacto na educação.Um aspecto negativo é que nos dias de hoje, as pessoas não armazenam informações com tanta facilidade e procuram na internet toda a informação já processada, o que não estimula o pensamento crítico.

Web 2.0 name generator

O Web 2.0 Name Generator (Gerador de Nomes da Web 2.0) é um site que cria nomes de domínios, dando a oportunidade ao utilizador de registrar esse nome para o seu site.O significado de Web 2.0 está nas categorias: Geral, Tecnologia  

Fonte: http://www.significados.com.br/web-2-0/